Início / O que são os Encargos CCEE, que variáveis incidem sobre eles e como afetam os custos do consumidor Livre e Especial?

O que são os Encargos CCEE, que variáveis incidem sobre eles e como afetam os custos do consumidor Livre e Especial?

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), periodicamente, realiza a contabilização para comparar a energia medida e a contratada. Os valores a serem liquidados de Encargos de Serviço do Sistema (ESS), Encargo de Energia de Reserva (EER), recontabilização, penalidades e ajustes financeiros também são incluídos no cálculo.

Quer saber mais sobre a CCEE? Clique aqui.

Encargos de Serviço do Sistema (ESS)

Os Encargos de Serviço do Sistema são a soma dos gastos adicionais que garantem que a energia contratada será entregue e é dividida por todos os agentes consumidores de energia. Existem dois tipos de encargo dentro do ESS:

- Encargo de segurança por razões elétricas

Esse encargo é referente ao processo de transmissão, distribuição ou subestação da energia elétrica. Ou seja, é cobrado para cobrir os custos de quando a energia gerada está disponível mas ocorre algum problema físico no processo entre a geradora e o consumidor.

-  Encargo de segurança por razões energéticas

O mercado de energia depende das condições climáticas já que trabalhamos com recursos naturais. Por exemplo, as hidrelétricas produzem mais energia quando tem chuva, já que os rios enchem e a corrente de água fica mais forte. Então quando fica muito tempo sem chuva, os reservatórios vão ficando escassos. Por isso é interessante explorar diferentes fontes de energia.

Quando os reservatórios estão em baixa, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) solicita aos agentes geradores térmicos que gerem energia em momentos que estas usinas não estavam programadas para produzir. Dessa forma ocorre a reposição da energia que não foi produzida por questões climáticas, proporcionando o aumento do reservatório energético e a segurança de que a demanda contratada será entregue.

O valor extra cobrado pela CCEE para todos os agentes que consomem energia, seja cativo ou livre, é para cobrir esse gasto não programado com a produção de energia térmica. Os consumidores cativos podem observar essa cobrança através das bandeiras tarifárias. Já os consumidores livres são cobrados de acordo com a comparação de seu consumo com o consumo total.

Encargo de Energia de Reserva (EER)

O Encargo de Energia de Reserva tem como objetivo aumentar a segurança do fornecimento do SIN (Sistema Interligado Nacional) complementando o volume de energia disponível no sistema para garantir que não terá déficit, caso aumente a demanda ou ocorra crise hídrica.

Gerida pela CCEE, a Coner (Conta de Energia de Reserva) centraliza os recursos financeiros especificamente para a energia de reserva, sendo contratada em leilões únicos para isso.

Esse encargo é pago por todos os consumidores de energia. No caso dos consumidores cativos, essa taxa é inclusa na fatura da conta de energia. Já os consumidores livres têm sua cobrança feita diretamente pela CCEE.

Gestão da Quanta

Agora você já viu que é muito importante estar atento às condições climáticas e níveis de reservatório para prever o aumento de encargos. A Quanta oferece gestão e atendimento personalizados para sua Empresa, analisando todos os aspectos que podem interferir no valor da sua energia elétrica. Ficou interessado?

Quer saber mais sobre a CCEE? Clique aqui.

Para saber mais acompanhe essa e outras matérias no nosso blog e também nas nossas redes sociais! Estamos no: Instagram, LinkedIn e YouTube.

Rachel Vahia

Rachel Vahia

Marketing

Marketing

Sobre o autor:

Grupo Quanta

Compartilhe:

Newsletter

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade.

Verified by MonsterInsights