Início / Quais são as modalidades de Geração Distribuída?

Quais são as modalidades de Geração Distribuída?

Autoconsumo Local na Geração Distribuída

Conceito:

O autoconsumo local na geração distribuída refere-se à produção e utilização de energia no mesmo local. Esta modalidade é frequentemente implementada em residências ou pequenos negócios por meio de sistemas como painéis solares fotovoltaicos.

Exemplo prático:

Um exemplo clássico é uma residência equipada com painéis solares no telhado. Estes painéis captam a energia solar e a convertem em eletricidade para uso doméstico, reduzindo a dependência da rede elétrica convencional.

Benefícios:

  • Redução direta nos custos de energia: os proprietários podem notar uma diminuição significativa nas contas de eletricidade, uma vez que uma porção substancial de seu consumo é gerada pelo próprio sistema;
  • Independência energética: há uma maior autonomia em relação às flutuações de preço e disponibilidade da rede elétrica convencional.

Considerações importantes:

  • Ideal para consumo individual: a modalidade é perfeita para consumidores que desejam gerar energia exclusivamente para o seu uso, sem a necessidade ou complexidade de compartilhar ou vender o excedente;
  • Limitações no compartilhamento de energia: não há possibilidade de transferir o excedente de energia gerado para outras unidades consumidoras, salvo estejam sob a mesma titularidade.

Autoconsumo Remoto na Geração Distribuída

Conceito:

O autoconsumo remoto é uma modalidade de geração distribuída em que a energia é gerada em uma localidade e compartilhada entre várias unidades consumidoras sob a mesma titularidade, mas localizadas em diferentes endereços.

Exemplo prático:

Um exemplo típico é uma empresa que possui várias filiais. A empresa pode instalar uma central geradora de energia, como uma usina solar, em um local e distribuir a eletricidade gerada para suas filiais em diferentes localidades.

Benefícios:

  • Flexibilidade na localização da geração: permite a instalação de sistemas de geração em locais estrategicamente escolhidos, independentemente da localização das unidades consumidoras;
  • Economia distribuída: a energia gerada beneficia múltiplas unidades, proporcionando economia de custos de energia em todas as localidades.

Considerações importantes:

  • Gestão eficiente da energia: requer sistemas de monitoramento e gerenciamento para alocar adequadamente a energia gerada entre as diferentes unidades.
  • Unidades sob a mesma administração: todas as unidades consumidoras devem estar sob a mesma titularidade para que possam compartilhar os benefícios da energia gerada.

EMUC (Empreendimento com Múltiplas Unidades Consumidoras)

Conceito:

EMUC é uma modalidade de geração distribuída onde a energia é produzida e compartilhada dentro de um mesmo complexo, mas distribuída entre várias unidades consumidoras independentes.

Exemplo prático:

Um exemplo comum são os condomínios residenciais que instalam um sistema de geração de energia, como painéis solares, em áreas comuns e distribuem a energia gerada para os apartamentos e áreas comuns do prédio.

Benefícios:

  • Geração unificada: permite a instalação de um sistema centralizado de geração de energia para múltiplas unidades, otimizando custos e espaço;
  • Sustentabilidade comunitária: fomenta a adoção de práticas sustentáveis em comunidades, reduzindo a pegada de carbono coletiva.

Considerações importantes:

  • Necessidade de acordos claros: exige entendimento e acordos entre todos os participantes para distribuição justa dos benefícios da energia gerada;
  • Ideal para diversas unidades independentes: mais adequado para complexos com múltiplas unidades consumidoras, como condomínios ou centros comerciais.

Geração compartilhada

Conceito:

A geração compartilhada é uma abordagem colaborativa para a produção de energia renovável, onde um grupo de consumidores se une para investir em um sistema de geração, como uma fazenda solar.

Exemplo prático:

Cooperativas de energia solar são um exemplo típico, em que diversos indivíduos ou empresas se unem para financiar uma instalação solar grande e compartilhar a energia produzida.

Benefícios:

  • Acessibilidade: ideal para aqueles que não têm capacidade ou espaço para instalar sistemas individuais;
  • Economia em escala: quanto maior o sistema, maior o potencial de economia para os participantes.

Considerações importantes:

  • Gestão coletiva: requer coordenação e gestão eficiente para assegurar que todos os participantes se beneficiem de forma justa.
  • Diversidade de consumidores: abre oportunidades para uma ampla gama de consumidores, desde pequenas residências até grandes empresas.

Impacto ambiental e sustentabilidade nas modalidades de Geração Distribuída

A Geração Distribuída tem um papel vital na transição para um futuro energético mais sustentável. 

Diferentes modalidades de GD contribuem significativamente para a redução das emissões de gases de efeito estufa, fomentando o uso de fontes de energia renováveis e minimizando o impacto ambiental.

  • Autoconsumo local: a utilização de sistemas como painéis solares reduz a emissão de CO₂, promovendo a sustentabilidade ambiental no nível individual;
  • Autoconsumo remoto: permite uma maior dispersão geográfica de fontes renováveis, contribuindo para uma rede elétrica mais verde e diversificada;
  • Empreendimento com Múltiplas Unidades Consumidoras: proporciona uma solução coletiva para a sustentabilidade, reduzindo a pegada de carbono de comunidades e complexos residenciais;
  • Geração compartilhada: oferece uma oportunidade para que múltiplos consumidores invistam em energia renovável, ampliando o alcance da GD e seu impacto positivo no meio ambiente.

A adoção de qualquer destas modalidades de GD não apenas diminui a dependência de combustíveis fósseis, mas também melhora a imagem das empresas e consumidores envolvidos, refletindo um compromisso com a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental.

Comparativo de custo-benefício na Geração Distribuída

  1. Autoconsumo local: geralmente requer menor investimento inicial devido à escala reduzida. Oferece retorno rápido e eficiente, principalmente em residências com alta incidência solar;
  2. Autoconsumo remoto: envolve custos iniciais maiores, mas permite economia compartilhada entre várias unidades. Ideal para empresas com múltiplas localidades, proporcionando um retorno significativo a médio prazo;
  3. EMUC: requer investimento conjunto, mas oferece benefícios distribuídos. O retorno depende do acordo entre os participantes e do uso eficiente da energia gerada;
  4. Geração compartilhada: envolvendo custos iniciais divididos entre os participantes, esta modalidade pode oferecer um retorno atraente, especialmente quando integrada a projetos maiores de energia renovável.

Em todas as modalidades, o retorno do investimento varia de acordo com a tecnologia utilizada, condições locais, e tarifas de energia, fazendo com que cada caso necessite de uma avaliação personalizada.

O Grupo Quanta e a Geração Distribuída

No cenário atual da geração distribuída, nós somos um parceiro estratégico, combinando inovação com sustentabilidade. 

Com soluções customizadas para empresas, facilitamos o acesso à energia renovável, priorizando a economia de custos e o cuidado com o meio ambiente, com descontos a partir de 15%.

Nosso foco em práticas sustentáveis e energia limpa, econômica e acessível nos coloca como referência no setor de energia.

Venha com a gente descobrir como é possível aliar responsabilidade ambiental com benefícios econômicos. Simule sua economia agora gratuitamente.

Sobre o autor:

Grupo Quanta

Compartilhe:

Newsletter

Ao cadastrar, você aceitará nossas Política de Privacidade.

Verified by MonsterInsights